Concurso Bombeiros SE 2018: Saiu o edital com 212 vagas para Soldados e Oficiais! Até R$9mil!

Saiu o edital! Foi divulgado nesta quarta-feira, 04 de abril, o edital de concurso dos Bombeiros de Sergipe (Concurso Bombeiros SE 2018) para o preenchimento de 212 vagas, sendo 200 para Soldado Combatente e 12 para Oficial Combatente. O Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC) terá a missão de organizar o concurso.


“Acho que é um momento importante para a administração. Há necessidade dos governos realizarem concursos para a Polícia Militar e outras áreas, também como Corpo de Bombeiros, não somente pelo crescimento, mas também pela necessidade que o estado tem de manter sempre um número de policiais, de efetivo que atenda as necessidades”, disse o Governador Jackson Barreto.


O chefe do executivo estadual também destacou a importância do investimento na segurança. “Só melhora a segurança pública quando você investe na segurança, em aumentar o efetivo da polícia militar. O concurso fala em 300, mas o concurso passado que nós fizemos falava em 600, eu acabei nomeando 1300, todos foram nomeados. Estamos cumprindo a promessa de realizar concurso para Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Guarda Prisional, estou com a consciência tranquila que fiz o máximo pelo meu estado”, concluiu.


Do quantitativo de vagas do cargo de Soldado, 144 serão destinadas a candidatos do sexo masculino (ampla concorrência), 36 para o sexo feminino (ampla concorrência), 16 para o sexo masculino (afrodescendente) e 04 para o sexo feminino (afrodescendente), conforme disposto no quadro a seguir.


 

Do quantitativo de vagas do cargo de Oficial, 09 serão destinadas a candidatos do sexo masculino (ampla concorrência), 02 para o sexo feminino (ampla concorrência), 01 para o sexo masculino (afrodescendente) e nenhuma oportunidade para o sexo feminino (afrodescendente), conforme disposto no quadro a seguir.


 


Sobre o cargo de Soldado do Concurso Bombeiros SE 2018


Requisitos Básicos: Certificado de conclusão do Ensino Médio (antigo segundo grau ou equivalente), devidamente registrado, fornecido por instituição reconhecida, e CNH para condução de veículos automotores, no mínimo na categoria B, (definitiva ou provisória) para esta categoria, que deverá ser apresentada, obrigatoriamente, no ato da pré-matrícula.


Os requisitos básicos para admissão no cargo são, cumulativamente, os seguintes:


a) ter sido aprovado e classificado no Concurso Público; b) ser brasileiro nato ou naturalizado e no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, na forma do art. 13 do Decreto nº 70.436, de 18/04/1972;  c) ter altura mínima descalço de 1,65 m (um metro e sessenta e cinco centímetros), quando do sexo masculino, e de 1,60 m (um metro e sessenta centímetros), quando do sexo feminino; d) ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos, e máxima de 35 (trinta e cinco) anos, na data de inscrição no concurso; e) apresentar a Carteira Nacional de Habilitação – CNH para condução de veículos automotores, no mínimo na categoria B, provisória ou definitiva para esta categoria, comprometendo-se automaticamente a manter-se habilitado durante toda sua carreira de Bombeiro Militar; f) estar quite com as obrigações eleitorais, para os candidatos de ambos os sexos; g) estar quite com as obrigações militares, para os candidatos do sexo masculino; h) encontrar-se em pleno gozo de seus direitos políticos e civis; i) não ter sofrido, no exercício de função pública, penalidade incompatível com nova investidura em cargo público; j) apresentar diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso, conforme requisito do cargo pretendido, fornecido por instituição de ensino reconhecida, comprovado através da apresentação de original e cópia do respectivo documento, conforme item 2.2 deste Edital; k) estar apto, física e mentalmente, não apresentando deficiência que o incapacite para o exercício das funções do cargo, fato apurado por uma Junta Médica Oficial – Inspeção de Saúde a ser designada na convocação para o Curso de Formação; l) apresentar declaração negativa de antecedentes criminais da Justiça Federal, Estadual e Eleitoral; m) para os ocupantes de cargo, emprego ou função pública, federal, estadual ou municipal, a declaração de desvinculação destes, na conformidade dos incisos II e III do § 3º do art. 142 c/c art.42, § 1º, todos da Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988, original e cópia; n) cumprir, na íntegra, as determinações previstas no Edital de Abertura do Concurso Público; o) apresentar declaração de bens, nos termos da Lei Complementar nº 33, de 26 de dezembro de 1996 – Art. 161 c/c Art. 171.


Descrição Sumária das Atribuições: Os Soldados BM são elementos de execução das atividades de competência do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe, em todas as áreas de atuação, quais sejam: prevenir e combater incêndios; controlar situações de pânico e realizar serviços de busca e salvamento (aéreo, terrestre, aquático e em altura); desenvolver atividades educativas relacionadas com defesa civil, incêndio e pânico; executar ações de atendimento pré-hospitalar e socorros de urgência; conduzir e operar viaturas; realizar atividades de segurança contra incêndio e pânico; executar atividades de defesa civil; executar as ações de segurança pública no âmbito das atividades de bombeiro militar.


Ao soldado BM cabe também, dentre outras relacionadas às áreas de atuação: a) preservar e manter os materiais e instalações das Unidades Militares; b) estar em condições de conduzir e operar viaturas, mantendo sempre a CNH dentro das exigências legais (validade); c) realizar serviços de limpeza, guarda e manutenção de dependências, viaturas, materiais e equipamentos; d) realizar serviços de guarda das unidades do CBMSE; e) executar outros serviços previstos em leis, regulamentos e normas.


Condições gerais de exercício do cargo: trabalhar tendo contato cotidiano com o público, de forma individual ou em equipe, sob supervisão, em ambiente de trabalho que pode ser fechado ou a céu aberto, a pé ou em veículos, em horários diversos (diurno/noturno ou em rodízio de turnos). Atuar em condições de pressão e de risco de contágio de moléstias e de morte em sua rotina de trabalho.


Regime Jurídico e Previdenciário: O regime jurídico de trabalho será o estatutário, em conformidade com as normas contidas na Lei nº 2066, de 23 de dezembro de 1976 (Estatuto dos Policiais Militares do Estado de Sergipe), bem como a Lei Complementar nº 113, de 1º de novembro de 2005 (Regime Próprio de Previdência Social do Estado de Sergipe) e legislação complementar.


Remuneração: R$ 3.370,00 – Soldado BM – 3ª Classe, após a aprovação no Curso de Formação de Soldado, na forma da Lei Complementar nº 278, de 01 de dezembro de 2016. Durante o Curso de Formação de Soldado – CFSD, o Soldado BM – Aluno deve receber remuneração no valor de 01 (um) salário mínimo (Lei Complementar nº 278, de 01 de dezembro de 2016).


Sobre o cargo de Oficial do Concurso Bombeiros SE 2018


Requisitos Básicos: Certificado de conclusão do Ensino Superior em qualquer área de conhecimento, devidamente registrado, fornecido por instituição reconhecida pelo MEC, e CNH para condução de veículos automotores, no mínimo na categoria B, (definitiva ou provisória) para esta categoria, que deverá ser apresentada, obrigatoriamente, no ato da pré-matrícula.


Os requisitos básicos para admissão no cargo são, cumulativamente, os seguintes: a) ter sido aprovado e classificado no Concurso Público; b) ser brasileiro nato ou naturalizado e no caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade entre brasileiros e portugueses, com reconhecimento do gozo dos direitos políticos, na forma do art. 13 do Decreto nº 70.436, de 18/04/1972; c) ter altura mínima descalço de 1,65 m (um metro e sessenta e cinco centímetros), quando do sexo masculino, e de 1,60 m (um metro e sessenta centímetros), quando do sexo feminino; d) ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos e máxima de 35 (trinta e cinco) anos, na data de inscrição no concurso; e) apresentar a Carteira Nacional de Habilitação – CNH para condução de veículos automotores, no mínimo na categoria B, provisória ou definitiva para esta categoria, comprometendo-se automaticamente a manter-se habilitado durante toda sua carreira de bombeiro militar; f) estar quite com as obrigações eleitorais, para os candidatos de ambos os sexos; g) estar quite com as obrigações militares, para os candidatos do sexo masculino; h) encontrar-se em pleno gozo de seus direitos políticos e civis; i) não ter sofrido, no exercício de função pública, penalidade incompatível com nova investidura em cargo público; j) apresentar diploma ou certificado, devidamente registrado, de conclusão de curso de ensino superior, conforme requisito do cargo pretendido, fornecido por instituição de ensino reconhecida, comprovado através da apresentação de original e cópia do respectivo documento, conforme item 2.2 deste Edital; k) estar apto, física e mentalmente, não apresentando deficiência que o incapacite para o exercício das funções do cargo, fato apurado por uma Junta Médica Oficial – Inspeção de Saúde a ser designada na convocação para o Curso de Formação; l) apresentar declaração negativa de antecedentes criminais da Justiça Federal, Estadual e Eleitoral; m) para os ocupantes de cargo, emprego ou função pública, federal, estadual ou municipal, a declaração de desvinculação destes, na conformidade dos incisos II e III do § 3º do art.142 c/c art.42, § 1º, todos da Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988, original e cópia; n) cumprir, na íntegra, as determinações previstas no Edital de abertura do Concurso Público; o) apresentar declaração de bens (Lei Complementar nº 33, de 26 de dezembro de 1996 – Art. 161 c/c Art. 171).


Descrição Sumária das Atribuições: O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe é instituição permanente, organizada com base na hierarquia e na disciplina, cabendo-lhe, entre outras, as seguintes atribuições: Prevenir e combater incêndios; controlar situações de pânico e responder pela busca e salvamento de pessoas; desenvolver atividades educativas relacionadas com defesa civil, incêndio e pânico. Executar atividades de defesa civil; a análise de projetos e inspeção de instalações preventivas de proteção contra incêndio e pânico nas edificações, para fins de funcionamento.


Ao Cadete BM cabe, dentre outras atribuições relacionadas às áreas de atuação: Exercer atividade estudantil, em regime de internato e(ou) semi-internato, em dedicação integral e exclusiva, e demais atividades internas e externas atreladas à sua formação; gerenciar recursos humanos e logísticos; planejar e comandar ações e operações de Bombeiro Militar; realizar serviços de prevenção e extinção de incêndios; realizar serviços de busca e salvamento (aéreo, terrestre, aquático e em altura);  executar ações de atendimento pré-hospitalar e socorros de urgência; realizar perícias de incêndio relacionadas com sua competência; realizar atividades de segurança contra incêndio e pânico; executar atividades de defesa civil; executar as ações de segurança pública no âmbito das atividades de bombeiro militar; realizar pesquisas técnico-científicas, com vistas à obtenção e ao desenvolvimento de produtos e processos voltados para a atividade bombeiro militar; promover e participar de campanhas educativas direcionadas à comunidade em sua área de atuação; fiscalizar, na área de sua competência, o cumprimento da legislação referente à prevenção contra incêndio e pânico e outras atividades determinadas pelas autoridades competentes; realizar serviços administrativos inerentes à atividade de bombeiro militar; cumprir todas as leis, decretos, normas e regulamentos aplicados ao CBMSE. O Cadete BM (Aluno Oficial) será formado para desempenhar as funções de comando da Corporação, inerentes à Carreira de Oficial BM. As funções de comando referem-se à liderança de pessoal na execução de atividades administrativas e operacionais de competência do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe, em todas as áreas de atuação.


Condições gerais de exercício do cargo: trabalhar tendo contato cotidiano com o público, de forma individual ou em equipe, em ambiente de trabalho que pode ser fechado ou a céu aberto, a pé ou em veículos, em horários diversos (diurno/noturno ou em rodízio de turnos). Atuar em condições de pressão e de risco de contágio de moléstias e de morte em sua rotina de trabalho.


Regime Jurídico e Previdenciário: O regime jurídico de trabalho será o estatutário, em conformidade com as normas contidas na Lei nº 2066, de 23 de dezembro de 1976 (Estatuto dos Policiais Militares do Estado de Sergipe), e legislação complementar, bem como a Lei Complementar nº 113, de 1º de novembro de 2005 (Regime Próprio de Previdência Social do Estado de Sergipe).Regime Jurídico e Previdenciário: O regime jurídico de trabalho será o estatutário, em conformidade com as normas contidas na Lei nº 2066, de 23 de dezembro de 1976 (Estatuto dos Policiais Militares do Estado de Sergipe), e legislação complementar, bem como a Lei Complementar nº 113, de 1º de novembro de 2005 (Regime Próprio de Previdência Social do Estado de Sergipe).


Remuneração: R$ 9.236,39 – Aspirante a Oficial, após a aprovação no Curso de Formação de Oficiais, na forma da Lei Complementar nº 278, de 01 de dezembro de 2016.


Durante o Curso de Formação de Oficiais – CFO, o Cadete BM – Aluno Oficial receberá 50% (cinquenta por cento) do valor do Aspirante a Oficial, conforme previsto na Lei Complementar nº 278, de 01 de dezembro de 2016.


Inscrição Concurso Bombeiros SE 2018


Os interessados em concorrer a uma das vagas poderão se inscrever entre 09 horas do dia 09 de abril e 23 horas e 59 minutos do dia 08 de maio de 2018, no endereço eletrônico oficial da organizadora do concurso (www.ibfc.org.com). A taxa de inscrição custará R$100,00.


Provas Concurso Bombeiros SE 2018


O concurso Bombeiros-SE 2018 contará com provas objetivas (eliminatório e classificatório), prova discursiva, somente para oficiais (eliminatório e classificatório), teste de aptidão física (eliminatório) e avaliação psicológica e investigação social. As avaliações objetivas serão realizadas no dia 03 de junho de 2018 em Aracaju (SE). Os locais e horários de provas serão divulgados a partir do dia 28 de maio de 2018. Os gabaritos preliminares serão liberados no dia 04 de junho de 2018, no site da organizadora.


Sobre a prova de Soldado do Concurso Bombeiros SE 2018


A Prova Objetiva de Soldado será composta por questões de Múltipla Escolha distribuídas pelas disciplinas de Língua Portuguesa (10), Informática Básica (05), Atualidades (05), Conhecimentos Gerais do Estado de Sergipe (05), Matemática (10), Ciências da Natureza e suas Tecnologias (15), Noções de Direito (10) e Legislação pertinente ao CBMSE (05), conforme quadro a seguir. Cada questão conterá 4 (quatro) alternativas e com uma única resposta correta.


 

Sobre a prova de Oficial do Concurso Bombeiros SE 2018


A Prova Objetiva de Oficial será composta por questões de Múltipla Escolha distribuídas pelas disciplinas de Língua portuguesa (08), Língua estrangeira – Inglês (04), Língua estrangeira – Espanhol (04), Informática Básica (04), Atualidades (04), Conhecimentos Gerais do Estado de Sergipe (06), Matemática (10), Ciências da Natureza e Suas Tecnologias (15), Noções de Direito (10) e Legislação pertinente ao CBMSE (05). Cada questão conterá 4 (quatro) alternativas e com uma única resposta correta.


 

Será considerado aprovado na Prova Objetiva o candidato que obtiver no mínimo 50% (cinquenta por cento) do total de pontos da prova objetiva, não podendo zerar em nenhuma das Áreas de Conhecimentos (Gerais e Específicos).


Sobre o Teste de Aptidão Física de Soldado do Concurso Bombeiros SE 2018


Somente serão convocados para o Teste de Aptidão Física (TAF), os candidatos habilitados e melhores classificados na Prova Objetiva – 1ª Etapa, até o limite de 05 (cinco) vezes o número de vagas previstas, conforme distribuição no quadro abaixo, respeitados os candidatos empatados na última posição, ficando os demais candidatos eliminados do concurso para todos os efeitos.


Não serão computados nas listas de reservas de vagas de Afrodescendentes, para efeito de classificação para a convocação do Teste de Aptidão Física (TAF), candidatos das reservas de vagas de Afrodescendentes que tenham obtido classificação na convocação para Ampla Concorrência. O Teste de Aptidão Física (TAF) visa aferir a capacidade mínima necessária para suportar, física e organicamente, as exigências resultantes das atribuições do cargo de Soldado.


Para a realização do Teste de Aptidão Física (TAF), o candidato deverá comparecer no dia, hora e local previamente designados, com trajes adequados, a saber: a) Para a Barra Fixa, Flexão, Corrida de Fundo e Abdominal: calção de ginástica (ou malha, para o sexo feminino), tênis e camiseta sem desenhos ou inscrições; b) Para a Natação: calção de banho (masculino – sunga ou equivalente), maiô (feminino), touca, toalha e chinelo de dedo para o evento.


Para submeter-se ao Teste de Aptidão Física (TAF), o candidato deverá, obrigatoriamente, apresentar no momento da identificação: a) documento original de identificação oficial com foto utilizado no ato da inscrição; b) atestado médico específico (original), conforme modelo do Anexo II, indicando que “o candidato se encontra em plenas condições de saúde, capacitando-o a participar do Teste de Aptidão Física (TAF), de acordo com o previsto neste Edital”.


DA BARRA FIXA – FLEXÃO E EXTENSÃO DE COTOVELOS – MASCULINO


A metodologia para a preparação e execução do teste de flexão e extensão de cotovelos na barra fixa, como movimentos dinâmicos, obedecerá aos seguintes aspectos:


a) Posição inicial: o candidato posiciona-se sob a barra, à frente do examinador. Ao comando de “em posição”, o candidato tomará posição na barra com empunhadura em pronação, mantendo os braços completamente estendidos, com o corpo na posição vertical, pernas estendidas e pés sem contato com o solo;


b) Execução: ao comando de “iniciar”, o candidato flexionará simultaneamente os cotovelos até ultrapassar com o queixo a parte superior da barra. Em seguida, voltará à posição inicial pela extensão completa dos braços. O corpo deve permanecer na posição vertical durante o exercício.


A contagem das execuções corretas levará em consideração as seguintes observações: a) o teste somente será iniciado com o candidato na posição completamente vertical de todo o corpo e após o comando dado pelo fiscal da banca; b) a largura da pegada deve ser aproximadamente a dos ombros; c) só será contada a repetição realizada completa e corretamente, começando e terminando sempre na posição inicial; d) cada execução começa e termina com os cotovelos totalmente estendidos – somente neste momento será contada como uma execução completa e correta. A não extensão total dos cotovelos, antes do início de uma nova execução, será considerado um movimento incorreto, o qual não será computado no desempenho do candidato; e) para evitar que os candidatos mais altos toquem os pés no solo, será permitida, somente neste caso, a flexão dos joelhos; f) o movimento deve ser dinâmico, ou seja, o candidato não pode parar para “descansar”.


Será proibido ao candidato, quando da realização do teste dinâmico de barra: a) tocar com o(s) pé(s) no solo ou em qualquer parte de sustentação da barra após o início das execuções; b) após a tomada de posição inicial, receber qualquer tipo de ajuda física; c) utilizar luvas ou qualquer outro artifício para a proteção das mãos; d) apoiar o queixo na barra; e) o impulso provocado pelas pernas ou pelos músculos abdominais (“keep”, “pedalada”, “galeio”, etc.); f) estender o pescoço, em vez de ultrapassar o queixo em relação à barra com movimento exclusivo de membros superiores; g) após ultrapassar o queixo em relação à barra, simplesmente soltar as mãos, em vez de completar o movimento com os cotovelos totalmente estendidos.


O fiscal da banca irá contar em voz alta o número de repetições realizadas. Quando o exercício não atender ao previsto neste edital, o fiscal da banca repetirá o número do último realizado de maneira correta. A contagem que será considerada oficialmente será somente a realizada pelo integrante da banca examinadora. A pontuação do teste de barra fixa (Masculino), será atribuída, conforme o quadro abaixo:


Esse exercício deverá ser realizado o maior número de repetições no tempo de 02 (dois) minutos.


DA BARRA FIXA – ESTÁTICO – FEMININO


A metodologia para a preparação e execução do teste estático na barra fixa obedecerá aos seguintes aspectos: a) Posição inicial: ao comando “em posição”, a candidata do sexo feminino deverá dependurar-se na barra com pegada livre, mantendo os braços flexionados e o queixo acima da parte superior da barra, sem nela apoiar-se, podendo fazer uso de suporte ou plataforma somente para atingir essa posição; b) Execução: depois de tomada a posição inicial pela candidata, ao comando “iniciar”, estando ela pendurada somente pelas mãos, o avaliador da prova iniciará imediatamente a cronometragem do tempo, devendo a candidata permanecer na posição descrita na Posição inicial.


O avaliador irá cessar a contagem do tempo no instante em que o candidato do sexo feminino descontinuar a sustentação na posição descrita na posição inicial (deixar que o queixo atinja posição abaixo da parte superior da barra, ou apoiar o queixo na barra) ou atingir o tempo máximo da tabela de pontuação.


Será proibido à candidata, quando da realização do teste de flexão em barra fixa:  a) tocar com o(s) pé(s) o solo ou qualquer parte de sustentação da barra após o início da cronometragem, sendo permitida a flexão de joelhos para evitar o toque no solo; b) após a tomada da posição inicial, receber qualquer tipo de ajuda física; c) utilizar luvas ou qualquer outro artifício para proteção das mãos; d) apoiar o queixo na barra; e) não será permitido o impulso provocado pelas pernas ou pelos músculos abdominais (“keep”, “pedalada”, “galeio”, etc.); f) estender o pescoço, em vez de ultrapassar o queixo em relação à barra com movimento exclusivo de membros superiores.


O teste será interrompido caso ocorra quaisquer das proibições do item acima descrito, sendo atribuída pontuação equivalente a zero no teste, com consequente eliminação do concurso. O desempenho da candidata até o momento da interrupção será considerado como índice do respectivo teste. A pontuação do teste de barra fixa (Feminino) será atribuída conforme o quadro abaixo:


 

DA ABDOMINAL – FLEXÃO DE ABDÔMEN – AMBOS OS SEXOS


A metodologia para a preparação e execução da flexão do abdômen, obedecerá aos seguintes aspectos: a) Partindo da posição de decúbito dorsal, as pernas devem estar flexionadas com os joelhos em aproximadamente 45º graus, os antebraços cruzados sobre a face anterior do tórax e as palmas das mãos ficam sobre a face anterior dos ombros. Os pés ficam colocados um ao lado do outro com a abertura próxima à dos ombros; b) Os pés permanecerão fixados no ponto de apoio (podendo ser uma barra ou mesmo o apoio do próprio contador ou de outra pessoa) durante toda a execução do exercício, com as plantas voltadas para baixo, as mãos devem permanecer em contato com os ombros durante toda a execução; c) A partir da posição inicial, acima descrita, realiza-se um movimento de contração da musculatura abdominal, elevando o tronco ao mesmo tempo em que se elevam os braços até o nível em que ocorra o contato dos cotovelos com as coxas, sendo considerado da metade da coxa até os joelhos, retornando depois à posição inicial, até que toque a área de teste pelo menos, com a metade superior das escápulas (parte superior das costas).


Durante a realização do exercício, o executante deverá fixar o olhar à frente e evitar tensão no pescoço, mantendo-o o mais relaxado possível. Esse exercício pode ser realizado em colchonete, tatame, gramado ou outros. A pontuação do teste de abdominal será atribuída conforme o quadro a seguir:


 

DA FLEXÃO – FLEXÃO DE BRAÇO SOBRE O SOLO EM QUATRO APOIOS – MASCULINO


A metodologia para a preparação e execução do teste de flexão de braço sobre o solo em quatro apoios obedecerá aos seguintes aspectos: a) Posição inicial: ao comando “em posição”, o candidato deverá posiciona-se de frente para o solo, braços paralelos estendidos perpendicularmente sobre o solo, palma da mão sobre o solo, pernas estendidas e unidas, pés apoiados sobre o solo, em quatro apoios (pés e mãos); b) Execução: ao comando “iniciar” o candidato flexionará simultaneamente os braços, aproximando ao máximo o peito sobre o solo, sem encostá-lo. Em seguida, voltará à posição inicial estendendo novamente os braços. Cada movimento completo do exercício vale uma repetição.


Será proibido ao candidato, quando da realização do teste de flexão de braço sobre o solo: a) tocar o peito sobre o solo; b) desfazer a posição reta do corpo durante a contagem; c) interromper o ritmo das flexões, com paradas para descanso.  A pontuação do teste de flexão de braço (masculino) será atribuída conforme o quadro abaixo:


Esse exercício deverá ser realizado o maior número de repetições no tempo de 02 (dois) minutos.


DA FLEXÃO – FLEXÃO DE BRAÇO SOBRE O SOLO EM SEIS APOIOS – FEMININO


A metodologia para a preparação e execução do teste de flexão de braço sobre o solo em seis apoios obedecerá aos seguintes aspectos: a) Posição inicial: ao comando “em posição”, a candidata se posiciona de frente para o solo, braços paralelos estendidos perpendicularmente sobre o solo, palma da mão sobre o solo, pernas estendidas e unidas, pés apoiados sobre o solo, joelhos tocando o solo, em seis apoios (pés, joelhos e mãos); b) Execução: ao comando de “iniciar”, a candidata flexionará simultaneamente os braços, aproximando ao máximo o peito sobre o solo, sem encostá-lo. Em seguida, voltará à posição inicial estendendo novamente os braços. Cada movimento completo do exercício vale uma repetição


Será proibido à candidata, quando da realização do teste de flexão de braço sobre o solo: a) tocar o peito sobre o solo; b) desfazer a posição reta do corpo durante a contagem; c) interromper o ritmo das flexões, com paradas para descanso. A pontuação do teste de flexão de braço (feminino) será atribuída conforme o quadro abaixo:


Esse exercício deverá ser realizado o maior número de repetições no tempo de 02 (dois) minutos.


CORRIDA DE FUNDO – AMBOS OS SEXOS


A metodologia para a preparação e a execução do teste de corrida de doze minutos para os candidatos dos sexos masculino e feminino obedecerão aos seguintes critérios: a) os candidatos poderão, durante os doze minutos, deslocar-se em qualquer ritmo, correndo ou caminhando, podendo, inclusive, parar e depois prosseguir, dentro dos limites definidos na pista para prova; b) os comandos para iniciar e terminar o teste serão dados por um silvo de apito; c) não será informado o tempo que restar para o término da prova, mas o candidato poderá utilizar relógio para controlar o seu tempo; d) após soar o apito encerrando o teste, o candidato deverá permanecer no local onde estava naquele momento e aguardar a presença do fiscal que irá aferir mais precisamente a metragem percorrida, podendo continuar a correr ou caminhar no sentido transversal da pista (lateralmente), no ponto em que se encontrava quando soou o apito de término da prova.


A correta realização do teste de corrida de doze minutos levará em consideração as seguintes observações: a) o tempo oficial da prova será controlado por relógio do coordenador da prova, sendo o único que servirá de referência para o início e término deste teste; b) orienta-se que, após o apito que indica o término da prova, os candidatos não parem bruscamente a corrida, evitando terem um mal súbito e que continuem a correr ou caminhar no sentido transversal da pista (lateralmente), no ponto em que se encontravam quando soou o apito de término da prova; c) a distância percorrida pelos candidatos, a ser considerada oficialmente, será somente a realizada pela banca examinadora.


Será proibido aos candidatos, quando da realização do teste de corrida de 12 minutos: a) dar ou receber qualquer tipo de ajuda física (como puxar, empurrar, carregar, segurar na mão etc.); b) deslocar-se, no sentido progressivo ou regressivo da marcação da pista, após o soar do apito encerrando a prova; c) não aguardar a presença do fiscal que irá aferir mais precisamente a metragem percorrida; d) abandonar a pista antes da liberação do fiscal; e) sair dos limites da pista durante a realização da prova.


A pontuação do teste de corrida de fundo será atribuída conforme o quadro abaixo:


Esse exercício deverá ser realizado no tempo de 12 (doze) minutos para percorrer a distância mínima exigida.


DA NATAÇÃO – AMBOS OS SEXOS


O teste de natação de 50 metros será realizado em piscina e a metodologia para a preparação e a execução do teste de natação para os candidatos dos sexos masculino e feminino será constituída de: a) ao comando “em posição”, o candidato deverá posicionar-se em pé, fora da piscina; b) ao comando da banca examinadora, emitido por sinal sonoro, o candidato deverá saltar na piscina e nadar 50 metros em nado livre; c) na virada, será permitido ao candidato tocar a borda e impulsionar-se na parede (borda) – isso ocorrerá somente quando o comprimento da piscina for menor que 50 metros; d) a chegada dar-se-á quando o candidato tocar, com qualquer parte do corpo, a borda de chegada.


Será proibido ao candidato, quando da realização do teste de natação: a) apoiar-se ou impulsionar-se na borda lateral, na parede lateral ou na raia; b) parar de nadar durante o teste, exceto quando houver necessidade de tocar a borda para continuar a nadar; c) dar ou receber qualquer ajuda física; d) utilizar qualquer acessório que facilite o ato de nadar, exceto touca e óculos de natação.


 

Informações do concurso

  • Concurso: Bombeiros Militar de Sergipe
  • Banca organizadora: IBFC
  • Escolaridade: médio e superior
  • Número de vagas: 212
  • Remuneração: até R$ 9.236,39
  • Inscrições: entre 09 horas do dia 09 de abril e 23 horas e 59 minutos do dia 08 de maio de 2018
  • Taxa de Inscrição: R$100,00
  • Provas: 03 de junho de 2018
  • Situação: PUBLICADO


Último Concurso

O último concurso realizado contou com 150 vagas, sendo 120 para os homens e 30 para mulheres. O certame contou com a organização da Fundação de Apoio à Pesquisa e Extensão do Sergipe (FAPESE), tendo a prova escrita, teste de aptidão física, avaliação psicológica, exames de saúde e avaliação social como critérios de avaliações.


A prova objetiva contou com 60 questões, sendo 20 de Língua Portuguesa, 20 de Matemática e 20 de Conhecimentos Gerais.

 

Fonte: Notícias Concursos

Aulões

Seriado de Língua Portuguesa para Concursos Cespe - Heber Vieira - 21/07/2018

R$ 120,00

Aulão de Conhecimentos Pedagógicos Com Elaine Oliveira para Prefeitura do Recife - [29/07/18]

R$ 15,00

Aulão de Português para PM-PE Com Heber Vieira - "A prova antes da Prova" - [11/08/18]

R$ 12,50